A COMPOSIÇÃO SOCIAL E IDEOLÓGICA DA CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA NAS ELEIÇÕES DE 2000 E 2004

Breno Pacheco Leandro

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o perfil dos vereadores eleitos no início do século XXI, pelas eleições de 2000 e de 2004. Através de uma pesquisa quantitativa, foram utilizados dados disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dos 73 candidatos que compuseram a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) nas duas disputas eleitorais consecutivas. O nosso enfoque são as elites locais, como o artigo realizado por Rojas e Carlomagno (2014). A metodologia utilizada segue o estudo de Rodrigues (2009), comparando a composição social, com a ocupação dos eleitos e a ideologia partidária. Neste aspecto concluímos que, muitas das características do perfil legislativo federal se repetem na esfera municipal. Com algumas ressalvas, na CMC ocorre uma forte presença de ocupações liberais e políticos profissionais, baixa representação de empresários e funcionários públicos, e um número elevado de advogados que atingem o sucesso eleitoral. A predominância do sexo masculino, maior faixa etária entre as candidatas e a alta escolaridade, são particularidades a serem destacadas. As ocupações tendem a repetir as conclusões dos estudos nacionais, porém a representação de profissionais por ideologia não chega a ficar tão nítida, contudo é possível observar empresários e profissionais liberais no bloco da direita, sindicalistas e professores à esquerda, e por fim, no centro uma maior diversidade.  

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANCHES, Sérgio. Presidencialismo de coalizão: o dilema institucional brasileiro. Revista Brasileira de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: IUEPERJ, v.1, 1988.

BOLOGNESI, Bruno., 2013. A seleção de candidaturas no DEM, PMDB, PSDB e PT nas eleições legislativas federais brasileiras de 2010: percepções dos candidatos sobre a formação das listas. Revista de Sociologia e Política. Curitiba: UFPR, 21(46), pp.45–68.

BOLOGNESI, Bruno; COSTA, Luiz Domingos; CODATO, Adriano, 2016. A revolução silenciosa no Partido dos Trabalhadores no Brasil. In: Anais do 10º Encontro Associação Brasileira de Ciências Políticas. Belo Horizonte- MG: 2014

BRAGA, Maria do Socorro Sousa; VEIGA, Luciana Fernandes; MIRÍADE, Angel. Recrutamento e perfil dos candidatos e dos eleitos à Câmara dos Deputados nas eleições de 2006. Revista Brasileira de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: IUEPERJ, v. 24, n. 70, p. 123-142, 2009.

CERVI, Emerson; SOUZA, Nelson Rosário de. Imprensa e eleições municipais de Curitiba em 2000 e 2004: as coberturas da Folha do Paraná e da Gazeta do Povo. Revista Temas & Matizes, n. 6, p. 34-44, 2004.

CERVI, Emerson U., and Adriano N. CODATO. Institucionalização partidária: uma discussão empírica a partir do caso do PFL do Paraná. Partidos e eleições no Paraná: uma abordagem histórica. Curitiba: Tribunal Regional Eleitoral, 2006.

CODATO, Adriano; COSTA, Luiz Domingos, 2011. A profissionalização da classe política brasileira no século XXI: um estudo do perfil sócio-profissional dos deputados federais (1998-2010). In: Anais do 35º Encontro Anual da ANPOCS, Caxambu, 2011.

CODATO, Adriano; COSTA, Luiz Domingos; MASSIMO, Lucas. Classificando ocupações prévias à entrada na política: uma discussão metodológica e um teste empírico. Opinião Pública, v. 20, n. 3, p. 346-362, 2014.

CORADINI, Odaci Luiz. Categorias sócio-profissionais, titulação escolar e disputas eleitorais. Revista de Sociologia e Política, v. 20, n. 41, p. 109, 2012.

COSTA, Luiz Domingos; CODATO, Adriano. A profissionalização da classe política brasileira no século XXI: um estudo do perfil sócio-profissional dos Deputados Federais (1998-2010). Comunicação Apresentada, n. 35º, 2011.

Costa, Luiz Domingos, and Bruno Bolognesi. O Sistema Partidário no Paraná: do Personalismo à Estruturação. Revista Debates v. 8.1, pp. 221-243, 2014

COSTA, Luiz Domingos & CODATO, Adriano (2013). Profissionalização ou popularização da classe política brasileira? Um perfil dos Senadores da República. IN: MARENCO, André (org.). Os Eleitos: representação e carreiras políticas em democracias. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2013

DOS SANTOS, Sandra Avi. Estudos sobre comportamento eleitoral em municípios brasileiros. Paraná Eleitoral, v. 1, n. 1, 2012.

GAXIE, Daniel. As lógicas do recrutamento político. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 8, p. 165-208, 2012.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2000. Acesso em Março/2017. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2000/

Kauchakje, S. Valores sobre direitos e política social entre vereadores de Curitiba. Acervo UFPR, 2013. Disponível em: http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/31949. Acessado em Abril/2017.

KERBAUY, M. T. M. As câmaras municipais brasileiras: perfil de carreira e percepção sobre o processo decisório local. Opinião Pública. v. XI, nº 2, p. 337-365, 2005

Lei 9.504/1997 - Estabelece normas para eleições. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9504.htm. Acesso em: Outubro/2016

MARENCO dos SANTOS, A. & SERNA, M., 2007. Por que carreiras políticas na esquerda e na direita não são iguais? Recrutamento legislativo em Brasil, Chile e Uruguai. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 22(64), pp.93–113.

MILLS, C. Wright. A elite no poder. Rio de Janeiro, RJ: Zahar Ed, 1962.

NAZARENO, Louise Ronconi de. Redes sociais e coalizão de governo em Curitiba 1985-2004. (Tese de Doutorado). Universidade de São Paulo, 2005

PERISSINOTTO, R.M. & Miríade, A., 2009. Caminhos para o parlamento: candidatos e eleitos nas eleições para deputado federal em 2006. Dados, 52(2), pp.301–333.

QUINTANEIRO, Tânia. BARBOSA, Maria Ligia de O. OLIVEIRA, Márcia Gardênia de. Um toque de clássicos: Marx, Dürkheim e Weber. 2ª ed. Ver. Amp., Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

RODRIGUES, L. M. . Partidos, Ideologia e Composição Social. Rio de Janeiro, Edição on-line: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2009.

ROJAS, Felipe Alejandro Guerrero; CARLOMAGNO, Márcio Cunha. Elite política

local e legislativo municipal no estado de São Paulo: partidos, ideologia e composição social. Agenda Política, v. 2, n. 1, p. 94-115, 2014.

SANTOS, André Luiz Marenco dos. Não se fazem mais oligarquias como antigamente: recrutamento parlamentar, experiência política e vínculos partidários entre deputados brasileiros [1946-1998] (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), 2000.

SIQUEIRA, Raíza Alves de Sá. Mediações políticas: estudo do cotidiano de um vereador carioca. Sociedade e Cultura, v. 12, n. 1, p. 45-54, 2009.

TOMIO, Fabricio Ricardo de Limas. A criação de municípios após a Constituição de 1988. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 1, n. SE, 2005.

Tribunal Superior Eleitoral. Resultados e Estatísticas das eleições de 2000 e 2004 por município: Curitiba. Disponível em: http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-anteriores/eleicoes-2002/eleicoes-2002 e http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-anteriores/eleicoes-2004. Acesso em: novembro 2016

ZUCCO JR., C. Esquerda, direita e governo: a ideologia dos partidos políticos brasileiros. Seminário Legislator Views of Brazilian Governance, Universidade de Oxford. 2009


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Legislativo Paranaense ISSN 2595-6957

Indexado em:

Google Acadêmico